14 de fev de 2012

Título

Camila, uma grande pessoa.


Ei!
NADA

Ah, acho que dá pra atualizar diariamente esse mês. Como se alguém se importasse, MAS.
Ah, dá agonia não escrever texto depois da imagem, então vou fazer um poema.

Ode à internet
Parte I

Ó, internet, tu que me alimenta com suas informações
Estou pensando em comprar um pão, queres um pedaço?
Entre tudo, tu que me compreendes,
Aceita, por favor, essa xícara de leite.

Por onde andas?
Onde vás?
Posso ir contigo?
Vais pagar meu ônibus?

Oh não, oh não, não, não, não
Não desconecte,
Quem faz tal ato vil a quem não faz mal algum?
Juro que me vingarei.

Ouço tua discagem de séculos atrás,
E veja como cresceu.
Tão efêmera, tão grande,
Tão grande, tão efêmera.

Dica para poesia: use a palavra "efêmera"

Prooooonto, tá bom.

4 comentários:

  1. Atualiza diariamente mas finaliza melhor! u_u
    Tás muito preguiçosa.. as pessoas comentam, sabia?

    ps: "Ó", "vã", "vil", "efêmera" e mesóclises são infalíveis!

    ResponderExcluir
  2. Vc é hilária. Adorei as suas historinhas, tão desprendidas. Como será que me descobriu?

    ResponderExcluir
  3. Não tinha visto esse. Camila é grandona mesmo.

    ResponderExcluir

VOCÊ TEM CERTEZA DISSO? ACHO BOM.